Home  //  Informações  //  Última Notícias  //  Polícia
Polícia
Por Administrador   
Sábado, 13 de Junho de 2015, 08:28.

 

Polícia Civil deflagra Operação Dia Seguinte e fecha primeiro laboratório de Ketamina do estado


A Polícia Civil de Dom Pedrito, com apoio da Delegacia Especializada em Furtos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) de Bagé, deflagrou ontem, sexta-feira (12), em Dom Pedrito a Operação Dia Seguinte, que prendeu em flagrante, Dimas Leoneza de Paula, 23 anos, que produzia e vendia drogas para Dom Pedrito e região. O acusado tinha numa residência na rua 7 de Setembro, centro, uma espécie de laboratório para a produção da droga "Ketamina", conhecida também como "special k".

Dimas é natural do Rio de Janeiro e estava na cidade para cursar o ensino superior de Enologia na Unipampa. Ele falsificava receitas veterinárias com o objetivo de comprar anestésicos para equinos. O produto era adquirido e manipulado, passando da forma líquida para o pó e colocado em pinos. As porções eram vendidas geralmente em festas a R$ 80,00.

A investigação tem cerca de seis meses. No local, foram encontrados os produtos veterinários e 21 pinos destinados a uma encomenda. A droga é um alucinógeno e o nome da operação tem a ver com as características do entorpecente, que não causa efeitos no dia seguinte.

"Desde outubro de 2014 conseguimos comprovar que ele já vinha sintetizando esta droga. O indivíduo vendia o produto para alunos universitários e, também, comercializava a droga em festas eletrônicas", disse o delegado de polícia Cristiano Ribeiro Ritta.

Ritta ainda informou que este foi o primeiro laboratório de refino da Ketamina do Estado. A prisão ocorreu no momento em que o acusado estava indo comercializar o produto para um usuário. Ele confirmou ser o dono da droga e levou a Polícia até o seu laboratório, onde ele produzia a mesma.

Dimas foi preso e encaminhado ao Presídio Estadual de Dom Pedrito onde ficará a disposição da justiça.

O que é a Ketamina?


Conhecida também como K (quêi), key, special K, vitamina K e "droga das violações" dado o efeito de amnésia que provoca. Não tem cheiro nem sabor e é misturada nas bebidas.

Anestésico sintetizado em 1962, década em que começou a ser usado também como droga recreativa, devido aos efeitos alucinatórios e hipnóticos, tem uso veterinário mas é utilizada também na sedação em pediatria ou como substituto da morfina. É aplicada em cirurgias em zonas de guerra.

A Amnésia, insonias, episódios esquizofrénicos, ataques de pânico, distorção de tempo, agitação e distúrbio na fala e compreensão são alguns efeitos da ketamina.

Droga pode atrofiar o cérebro, diz professor


O professor de psiquiatria e biociências da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) Diogo Lara diz que o uso prolongado da substância pode atrofiar o cérebro. "O uso pontual causa estas alterações de percepção e claro que se a pessoa for dirigir e nas suas relações podem estar afetadas por isso. Mas o uso prolongado, o uso crônico, pode afetar o cérebro, tem vários estudos mostrando alterações de cérebro no sentido de atrofia do cérebro, ele fica menor, mais encolhido", explica.

 
Fonte e Fotos: Polícia Civil de Dom Pedrito

Todas as Notícias

Cidade

Tradicionalismo

Geral

Agronegócios e Meio Ambiente

Notícias do Executivo

Notícias do Legislativo

Polícia

Saúde e Lazer

Previsão Climática

Voltar ao topo