Home  //  Informações  //  Última Notícias  //  Geral
Geral
Por Administrador   
Segunda-Feira, 03 de Dezembro de 2012, 14:09.

 

Brasil fecha porta 25 para sair de lista negra de envio de spam


O Brasil quer deixar de figurar na indesejada lista de países que mais enviam spam no mundo – está, segundo ranking mundial na 5ª posição.

Depois de sete anos de negociação com operadoras, provedores Internet, Minicom, Anatel e Ministério da Justiça, o Comitê Gestor da Internet informou nesta quarta-feira, 23/10, que até dezembro, as teles vão fechar o acesso dos usuários residenciais banda larga fixa a porta 25, utilizada por spammers para o disparo de mensagens indesejadas.O acesso dos usuários 3G também será fechado.

“O uso da porta 25 pelo spammer consome recursos das teles, dos provedores e dos usuários. Fechar a porta 25 é uma necessidade. Os IPs brasileiros são ‘abusados’ para a entrega de mensagens com origem e destino no exterior”, disse Henrique Faulhaber, conselheiro do CGI.br representante da indústria de bens de informática, de bens de telecomunicações e de software e coordenador do Projeto da Gerência de Porta 25, em coletiva de imprensa realizada em São Paulo.

O presidente-executivo do SindiTelebrasil, Eduardo Levy, informou que as teles vão fazer o gerenciamento da porta – mas que a medida afetará apenas os usuários residenciais. PMEs e corporações não terão o acesso vedado. Os acessos via 3G também serão fechados para evitar que os spammers transfiram sua ação para a banda larga móvel.

“Essa medida impôs um trabalho de gerência de rede para todas as teles. Até dezembro, todas as portas 25 estarão fechadas”, garantiu, mas não revelando quantas estariam ativas no Brasil. O presidente da Abranet, Eduardo Parajo, também informou que mais de 90% dos provedores Internet estão preparados para a nova configuração – o uso da porta 587, pela maioria, ou da porta 465, utilizada pelo Google.

Faulhaber, do Comitê Gestor, reforça que PMEs e empresas não terão o acesso vedado a porta 25, mas precisam tomar medidas com relação aos trabalhadores remotos. “Os gestores de TI vão ter que avisar seus funcionários. Se eles acessarem o servidor de email da empresa de casa, vão ter que passar a usar a porta 587. É uma medida simples de fazer”, adverte.

Na prática: usuários que utilizam os e-mails (Outlook, Thunderbird, entre outros) em redes residenciais precisam fazer uma pequena alteração na configuração desse software: trocar a porta de envio de mensagens de “25” para “587”. Essa alteração é necessária para que o usuário continue a enviar e-mails normalmente. Usuários que leem e enviam e-mails no site do seu provedor (via webmail) não precisam se preocupar, pois não precisam trocar nenhuma configuração.

Indagados se os spammers poderiam migrar a sua ação criminosa – que é usar o IP da vítima como ‘laranja’ para o envio dos spams – da porta 25 para as portas 587/465, os executivos do Comitê Gestor Internet dizem que ‘é impossível garantir que não haverá mais ação de spammers’, mas sustentaram que as novas portas para o acesso aos servidores de e-mail são gerenciadas.

“A porta 25 é voltada para comunicação máquina a máquina e não era gerenciada. As novas portas são gerenciadas e há como ter um controle muito mais efetivo para reprimir essa ação”, explica Faulhaber. Além de fechar a porta 25, o Brasil está costurando acordos internacionais para colaborar no combate ao envio de spams.

O Secretário Executivo do Comitê Gestor da Internet no Brasil, Hartmut Richard Glaser, informou que já ações em vigor com Japão, Austrália e Taiwan. “Os acordos de colaboração são cruciais. No caso do Japão, por exemplo, eles nos mandaram uma carta reclamando do ‘ataque’ de spams vindo do Brasil, de IPs brasileiros usados por spammers. Fizemos então um convênio e reduzimos essa ação. O Brasil, agora, faz parte de um grupo de países que está controlando a porta 25. Certamente o número de spam nosso vai cair bastante a partir de 2013", reforçou.

 
Fonte: Convergência Digital
 

Todas as Notícias

Cidade

Tradicionalismo

Geral

Agronegócios e Meio Ambiente

Notícias do Executivo

Notícias do Legislativo

Polícia

Saúde e Lazer

Previsão Climática

Voltar ao topo