Home  //  Informações  //  Última Notícias  //  Agronegócios e Meio Ambiente
Agronegócios e Meio Ambiente
Por Administrador   
Sexta-Feira, 17 de Julho de 2015, 14:33.

 

Encontro estadual debate a questão do “mormo”


Está agendado para o próximo dia 24 de julho o 2º Encontro Estadual de Promotores de Rodeios Crioulos, Festas Campeiras e Torneios de Laço, no Parque Harmonia, em Porto Alegre, sendo obrigatória a presença dos organizadores dos eventos campeiros, conforme decisão tomada na última reunião de coordenadores e diretores campeiros regionais, realizada em 4 de julho. O não comparecimento impedirá que a entidade marque data de evento campeiro no próximo calendário regional.

Um dos temas mais importantes a ser debatido no encontro estadual é a ocorrência da doença denominada “mormo”. No início de junho foi comprovada a ocorrência de um foco de “mormo” numa propriedade localizada no município de Rolante, onde uma égua morreu por causa da doença e um potro teve de ser sacrificado quando comprovado que também estava infectado. Em razão disso o estado perdeu a condição de “livre da doença mormo” e, em consequência, todos os equinos para obterem a Guia de Trânsito Animal – GTA deverão ser submetidos ao exame da doença, além de serem ainda exigidos o exame de anemia infecciosa e a vacina da influenza. O mormo é uma doença que não possui cura, pode atingir os humanos e o tempo de incubação pode chegar a seis meses. Como não há laboratório apto a realizar o exame no estado, eles estão sendo realizados no Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, tendo o exame validade por apenas 60 dias.

O titular da Coordenadoria Municipal de Tradicionalismo, Luis Carlos Coelho, demonstra preocupação com esses fatos, principalmente em relação a cavalgada da Chama Crioula e o desfile dos cavalarianos da Semana Farroupilha, bem como os demais eventos realizados pelos filiados durante o ano, já que o exame de mormo tem um custo relativamente alto, o que pode causar um esvaziamento nesses eventos, por isso o coordenador salienta a importância do encontro que será realizado no dia 24, quando esses temas serão debatidos, enfatizando a necessidade do comparecimento dos dirigentes das entidades tradicionalistas no evento.

O município de Dom Pedrito estará representado por entidades filiadas e não filiadas no MTG (Movimento Tradicionalista Gaúcho).

Sobre a doença


Mormo é um doença infecto-contagiosa considerada uma das mais antigas que acomete os equinos , pode ser transmitida ao ser humano e qualquer outro animal. Causada pela bactéria Burkholdelia Mallei.

Transmissão


Através das secreções (catarro, pus,saliva, sangue, urina, fezes ,sêmen) do animal contaminado. Pode ocorrer a transmissão direta, quando um animal tem contato com outro animal, ou transmissão indireta, quando qualquer secreção entre em contato por exemplo com os cochos de água, ração, feno/alfafa ou instrumentos  compartilhados entre os animais, tornando esses contaminados, que por sua vez, pode levar a contaminação para qualquer outro animal (homem, ruminantes, muares e etc.).

Sinais


Os mais frequentes são catarro e nódulos nas narinas, tosse, febre de 42°C.

Tratamento


Deve ser realizada a eutanásia afim de evitar a disseminação da doença que possui caráter fatal , uma vez que não existi vacina para nenhuma espécie animal.

Medidas a adotar


A qualquer sinal que possa ser Mormo, não pense duas vezes em chamar o veterinário, pois se trata de uma doença séria que pode ser transmitida ao ser humano e ser fatal.

Quando um animal diagnóstico positivo a Defesa Sanitária deve ser comunicada imediatamente, a propriedade isolada , o animal eutanásiado  e cremado no próprio local, todo local e instrumentos que o animal teve contato ser desinfetado adequadamente com orientação do veterinário.

 
Fonte: Assessoria de Imprensa do Gabinete do Executivo
Fotos: Divulgação

Todas as Notícias

Cidade

Tradicionalismo

Geral

Agronegócios e Meio Ambiente

Notícias do Executivo

Notícias do Legislativo

Polícia

Saúde e Lazer

Previsão Climática

Voltar ao topo